precisamos falar sobre James Howlett – um pouco sobre depressão e culpa

Imagem1Fonte: https://goo.gl/LRPfZG

A depressão é uma das doenças, ou melhor, “maldições” da geração. Assim como a ansiedade, a depressão pode não surgir por um ou dois motivos específicos.
É um assunto serio, que muita gente tem levado como “frescura” ou para os mais velhos como: “na minha época não tinha essas coisas”.

Mas Ana, porque raios você esta envolvendo esse tal de James Howlett nessa historia?

Pra quem não conhece, James Howlett é o nome verdadeiro do Wolverine (É complicado explicar, mas ele também atende por Logan posteriormente na sua historia de vida). Esse que, recentemente, se tornou um de meus personagens favoritos das historias em quadrinhos (o outro é o Spider Man – não que alguém se importe).

Na real mesmo, eu não conheço tanto de quadrinhos (não acompanho desde sempre, mas me interesso bastante em conhecer). Mas quando lançaram os filmes de X-Men e os de Wolverine, eu assistia a todos. Gostava dos filmes e tal, mas sempre achei que representavam o Logan como um cara bruto e arrogante de forma quase gratuita. Não sei explicar, acho que eu era muito nova e sentia que o personagem era representado de forma muitas vezes superficial. Eu não conseguia entender nem sentir muita empatia por ele ou o que quer que ele tenha passado.
(
Sem falar da timeline alucinada dos filmes que me deixava extremamente confusa).

Como e porque isso mudou?

Alguns meses atrás assisti ao filme LOGAN (um dos melhores do ano, acreditem). Minha percepção do personagem mudou completamente, eu me identifiquei e me sensibilizei de uma forma muito intensa. O filme todo pra mim foi uma metáfora a depressão, foi ai que tudo mudou de visão para mim.
Eu fui diagnosticada com depressão em meados de junho/julho de 2016 e desde então tenho compreendido mais o jeito de “lidar com as coisas” de cada um de nós.

Professor Charles Xavier no filme LOGANImagem2
Fonte: https://goo.gl/meBmKp

James Howllet vulgo Logan vulgo Wolverine (no filme LOGAN)Imagem3Fonte: https://goo.gl/1Zi9NL

Pra quem não lembra ou não assistiu, o filme inteiro o Logan carrega consigo uma bala de adamantium (único material que de fato pode por fim a sua vida). Durante as cenas, se consegue perceber o cansaço com a vida, o desgaste emocional o consumindo e um forte olhar de que quer simplesmente desistir de tudo. O peso de uma grande carga de responsabilidade, culpa e decepção parece pesar nas costas dele o tempo inteiro e é mais ou menos assim que eu sinto a depressão se espalhando no corpo.
Culpa. Um passado que assombra. Emocional no limite. Solidão. Responsabilidade. Cansaço constante.

(Muito disso creio refletir também em Xavier, o que me comoveu mais do que esperava, por parecer bem debilitado e emocionalmente aereo. Xavier, no entanto, sempre tem nem que seja 1%, mas tem algo chamado esperança).

A partir desse filme, me interessei em saber as origens de Wolverine e o que de fato levou tudo a chegar aonde chegou. Li oa quadrinhos de origem, as hq’s com historias mais importantes (como Arma X – quando é implantado o adamantium em suas garras)… Historias essas que relataram um passado traumático, grandes responsabilidades, um histórico de tortura e exploração (tanto física quanto mental).
Mostra também o peso das relações familiares e como o trauma e seu superpoder se intercalasse e resultasse num grande conflito interno nunca resolvido por completo. Uma pessoa com um grande sofrimento, com a perda de muito amor e com um futuro ainda mais problemático.

(Soa familiar? Tirando o super poder, parece um relato de fragmentos da minha história de vida).

Por isso eu o achava “bossal” nos filmes. Ele sempre parecia muito rude, muito desinteressado nas pessoas e coisas, ele já parecia ter cansado de lutar lutas que não eram dele, mas ainda assim, tinha a benevolência de ceder a inúmeros pedidos de ajuda. Simplesmente, uma pessoa incrível, sério.

Parece uma divulgação minha financiada pela Marvel para influenciar novos leitores, mas de verdade, indico a todos a acompanhar o inicio e fim da criação desse personagem, são leituras fortes, o filme LOGAN é um filme forte. Mas me marcou de uma forma muito positiva, apesar de melancólica.

A depressão é o que muita gente chama de “doença silenciosa”, vem como quem não quer nada e logo se estabelece de uma maneira que dificulta muito a sua saída. Ficar na tão famosa “bad” não é estar com depressão. Todos nós passamos por momentos difíceis, que muitas vezes ate duram um longo período, mas conseguimos enfrentar essa “maré”.

Como saber se não é apenas “uma bad de longo período”?

Constante vontade de dormir, perda de apetite, desanimo não só para fazer coisas num geral, mas também para fazer coisas que antes gostava muito. Desinteresse pelo social e pelo cuidado com a aparência.

.362Fonte: https://goo.gl/ezEZQZ

A jornada de quem convive com a depressão e de quem ama alguém que passa por isso (familiar, namorado(a), amigo…), sabe da dificuldade que é buscar motivos para levantar da cama. Quem acompanha essas pessoas sabem a dificuldade que é ver alguém que você ama perdendo uma luta pra si mesmo.

Então para quem está nesse “poço”. Primeiramente, não tenha vergonha, você não é pior ou mais incapaz do que ninguém por que esta passando por isso. Segundo, não se acanhe em pedir ajuda, no começo pode ser constrangedor, pode ser que poucos levem a sério, mas um grito no ar é escutado por alguém, sempre.

Então grite, peça ajuda, não espere que isso se propague ainda mais. Não protele em agir. Porque esse poço que nós mesmo acabando nos atirando sem querer, é preciso as vezes que alguém ajude a puxar-nos pra fora dele. Mas quem tem que atirar a corda, somos nós mesmos.
Não se culpe, pelo que aconteceu e nem pelo que vai acontecer. Nada é inteiramente do nosso controle e não podemos nos deixar abalar ou nos sujeitar a culpa por tudo que ocorrem em nossas vidas ou nas das pessoas que tanto amamos.

Se você já esta cansado de tudo e não vê mais solução ou perdeu a ambição, siga em frente. Para quem não sabe para onde ir, qualquer caminho é caminho, vá em alguma direção, mesmo quem com passos de formiga. Em algum momento algo ou até alguém pode te despertar dessa mentalidade “zumbi” que acabamos tendo.
(Para achar a solução? Continue a nadar, continue a nadar).

Para quem vê um amigo ou conhecido passando por isso: tenha paciência. Não é porque a pessoa esta feliz em um dia ou deu umas risadas que ela “já está bem”. Não associe algo tão serio como “frescura” ou “falta do que fazer”. Ao invés de julgar e só jogar as clássicas frases “você tem que fazer exercício físico”, “você tem que fazer isso e aquilo, isso é falta de ocupação mental” e “você está assim porque quer”. Só pioram a situação e aumentam a carga de culpa desnecessária que essa pessoa carregue. Seja paciente e respeite o processo, cada um encara da sua maneira. Mas ajude como puder, seja escutando um desabafo, fazendo companhia (mesmo que no silencio) ou agindo como quem se importa. Às vezes uma visita surpresa, um abraço prolongado e um sorvete num dia triste falam mais alto que tudo.

Fica aqui uma frase que acho muito importante, principalmente para aqueles que se sentem “mastigados pela vida”, usados ou até cansados de si mesmos.

“Não seja aquilo que te fizeram”.

E para aqueles que estão cansados de se encaixar em algum rotulo social, ou de serem apontados como A, B, ou C. Não aceitem que te ponham em condição de coitadinho, de ruim, de insuficiente. Não importa cor, religião, opção sexual, aparência física… nada. Só o caráter.

“Você é lindo(a), você é esperto(a), você é importante”. ❤

Pra quem quer saber mais sobre James/Logan/Wolverine:
http://wolverinebio.xpg.uol.com.br/historia.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s